A utilização da acupuntura nos distúrbios do sono


A utilização da acupuntura nos distúrbios do sono




A utilização da acupuntura nos distúrbios do sono

FERNANDA GONZAGA DE LIMA
LAIS FAVA LIPPI
OLGA FOTOPOULOS SAKELLARIOS
Artigo elaborado baseado em partes do Trabalho de Conclusão de Curso, Autora do artigo: Profa. Larissa A. Bachir Polloni - CETN

O sono é um estado fisiológico especial que ocorre de maneira cíclica sendo de difícil definição, mas pode se notar, os indivíduos apresentam-se imóveis ou com um repertorio limitado de movimentos, os quais são de natureza involuntária automática sem propósitos definidos. Durante o sono o individuo mantem os olhos fechados ou entreabertos e não mostra interação produtiva com o ambiente. (FERNANDES, 2006)
A evolução do conhecimento sobre o sono tanto em âmbito experimental, quanto na pratica clinica foi possível a partir do domínio sobre o registro das ondas cerebrais através do EEG, o que permitiu a discriminação objetiva entre a vigília relaxada e sono, bem como, entre seus diferentes estágios. (FERNANDES, 2006)
O sistema de classificação dos estágios do sono atualmente mais aceito foi proposto por Rechtshaffen e Kales (MARTINS et al, 2001). A classificação do sono se dá sono REM (rapid eye moviment) que se alterna com os estágios que por exclusão foram coletivamente chamados de NREM.
O distúrbio do sono é reconhecido como um importante problema de saúde pública. No entanto, alguns estudos mostraram que não é bem reconhecido pela comunidade médica ou prestadores de cuidados de saúde. Esta falta de conhecimento e atitudes podem ser atribuídas a negligência na incorporação da medicina do sono, como parte de educação médica e áreas afins.
Hoje encontramos com muita facilidade indivíduos com distúrbios do sono, que apresenta dificuldades de adormecer ou permanecer adormecido. A insônia, ansiedade, ronco, apneias e nictúria são comuns nos distúrbios do sono que apresenta elevado absenteísmo e ao desempenho prejudicado no trabalho, além de gerar maiores gastos com saúde e pior qualidade de vida, incluindo hipertensão arterial sistêmica (HAS), diabetes mellitus (DM), déficit neurocognitivo. (MENDOZA, et al., 2013).
Sono na visão da MTC: O sono para Medicina Tradicional Chinesa depende do estado do sangue (Xue) e o consumo de Yin, especialmente do Coração (Xin) e do fígado (Gan), embora o sangue (Xue) e o Yin dos outros órgãos também influenciem no sono. (ARAI, 2013). E também um equilíbrio energético.
Durante a noite, a energia do Yin predomina e a Mente e a Alma Etérea devem ser ancoradas no Sangue do Coração e no Sangue do Fígado, respectivamente. Um distúrbio do sono pode ser decorrente de a Mente ou a Alma Etérea não estarem ancoradas no Sangue do Coração ou no Sangue do Fígado, respectivamente; isso pode acontecer porque não há Sangue suficiente para ancorarem a Mente ou a Alma Etérea ou ambas, ou porque um fator patogênico (como Calor) os agita. (MACIOCIA, 2006).
O ronco é geralmente decorrente de fleuma ou umidade obstruindo as vias nasais, mas devemos fazer a diferença entre o ronco alto, refletindo uma condição puramente de plenitude de umidade ou fleuma, do ronco fraco, refletindo uma condição de umidade fleuma diante de um terreno de deficiência de Qi. (MACIOCIA, 2005)
A insônia é a percepção que o sono é inadequado ou anormal, dificuldade de iniciar o sono, sono intranquilo, dificuldade para reconciliar o sono após acordar durante a noite e acompanhado por tontura, cefaleia, angustia e diminuição de memoria é a queixa mais frequentes na clinica diária, e para MTC, varias causas são possíveis, podendo agir de modo isolado ou associadamente e apresentar varias formas de insônias são elas:
  • Afecção do Canal de Energia Curioso Yang Qião Mai
  • Vazio de Shen-Yin (Rim-Yin)
  • Vazio de Wei-Yin (Estômago-Yin)
  • Plenitude de Gan-Yang (Fígado-Yang
  • Desarmonia do Xin (Coração) (YAMAMURA et al, 2010).
METODOLOGIA
Tipo de Estudo: Trata-se de um estudo de caso, onde foi selecionado um paciente que respondeu a escala de sonolência de Epworth, questionário de índice de qualidade de sono de Pittsburgh. Paciente do sexo masculino com idade 49 anos, cor branca, residente da cidade de São Paulo, que recebeu explicação prévia da terapeuta sobre os procedimentos do trabalho e como serão realizados, após terem lido e assinado o termo de compromisso antes de exercer as atividades.
Para avaliação dos Distúrbios do Sono foram aplicados os seguintes instrumentos:
  • A escala de sonolência de Epworth;
  • Índice da qualidade do sono de Pittsburh;
A escala de sonolência de Epworth é utilizado para medição da sonolência. É um instrumento simples validado que permite avaliar a sonolência diurna no contexto clinico de distúrbios do sono. No entanto, o seu caráter subjetivo pode condicionar a exata expressão do verdadeiro grau de sonolência. O uso clinico da escala de Epworth é demonstrado nesse estudo como comparação de antes e após a utilização da acupuntura (Revista Portuguesa de Pneumologia (English Edition), Volume 18, Issue 6, November-December 2012)
Índice da qualidade do sono de Pittsburh foi desenvolvido com o objetivo de uma boa relação com algumas variáveis fisiológicas, podendo fornecer dados objetivos do grau de fadiga antes e após o termino da utilização da acupuntura, além de avaliar a constância versus mudança (GUIMARÃES et al., 2002).
Apresentação de Caso
JRB, 49 anos classifica seu sono como ruim, explica que durante o dia tem dificuldade de ficar acordado e a noite demora para dormir, e quando adormece acordar para urinar, relata ter espasmos noturno e roncos.
Pontos Utilizados PC6, P1, P7, P6, F2, F3, F14, R6, R7, C7, VC4, VC14, VC15, VG19, VG20 e BP6.
As agulhas usadas no estudo eram todas estéreis, descartáveis e tinham característica igual a 0,25 mm e um comprimento de 50 mm de lamina. Foram realizadas 10 sessões, as sessões foram feitas 2 vezes por semana.
EVOLUÇÃO:
1ª e 2ª sessão = após a segunda sessão paciente relata uma melhora significativa na disposição durante o dia, não cochilando e trabalhando disposto o dia todo. Observado diminuição das vezes que levanta para urinar na madrugada. Após dois dias, relata que foi ao banheiro apenas uma vez.
3ª sessão = paciente relata que melhorou muito a ansiedade, continua disposto durante o dia e não acordou nenhuma vez, mas a frequência das idas ao banheiro para urinar durante ao dia alterou para uma frequência maior.
4ªsessão = paciente explica que permaneceu disposto durante o dia, dormiu bem, mas tem observado que todo dia após as 5 horas da manha tem ido ao banheiro para urinar
5ª sessão = Relato mantido.
6ª sessão = Após uma semana sem realizar a acupuntura, notou que os sintomas regrediram, mas continua disposto durante o dia,
7ª sessão = Relato mantido
Discussão: Devido as sintomatologia dos Distúrbios do Sono, o individuo com insônia, roncos, ansiedade e nictúria sofre diminuição da qualidade de vida, e a ativação de estresses que podem dificultar o equilíbrio no sistema nervoso central e para MTC dificulta o equilíbrio energético. Apesar disso, nenhuma literatura foi encontrada relatando a eficácia da acupuntura no tratamento da Insônia, ronco, ansiedade e nicturia. Sendo assim, este trabalho mostra-se importante, pois, identificando essa eficácia, em indivíduos que apresentam sintomas, oferecendo prevenção e orientação para a minimizar ou anular esses fatores.
CONCLUSÃO: A evolução foi muito positiva fazendo com que o paciente conseguisse dormir varias noites sem acordar, podendo-se dizer que a qualidade do sono e do aproveitamento do seu dia fosse muito melhor, observando no questionário e na escala que houve uma nítida melhora no animo do paciente, fazendo com que a qualidade de vida melhorasse.

Postagens mais visitadas deste blog

Teoria dos Meridianos

TENOSINOVITIS DEL TIBIAL POSTERIOR

Cefaléia, segundo a MEDICINA CHINESA