Quanto mais compassivo, mais bondoso, mais tolerante você for consigo mesmo, mais será com os outros.
Para desenvolver uma virtude contrária àquele defeito que lhe incomoda, é preciso praticá-la (a virtude), primeiramente em nós mesmos:
“O doloroso é que quando nós caímos em nossa desaprovação, estamos praticando a desaprovação. Quando somos duros, estamos praticando ser duros. Quanto mais fizemos isso, mais fortes essas qualidades ficam. Que triste é ver que nos tornamos tão bons em causar danos a nós mesmos e aos outros.”  (Pema Chödrön)

Postagens mais visitadas deste blog

Teoria dos Meridianos

TENOSINOVITIS DEL TIBIAL POSTERIOR

Cefaléia, segundo a MEDICINA CHINESA