O Rall de entrada



Não custa nada ter na porta ou no hall de entrada um objeto de proteção. Segundo as tradições religiosas e a sabedoria popular, ele atrai sorte e prosperidade e manda embora o baixo-astral. Escolha a peça que tem a ver com você.


Como é bom chegar a um lugar que nos recebe bem. Logo na entrada já se sabe: ali mora gente boa. Mas há o contrário também. Tudo parece no lugar, mas a energia não flui gostosa. Quem acredita em sutilezas explica essas sensações. O feng shui, a milenar técnica chinesa de harmonização de ambientes, ensina que o ch’i, a energia vital que deve circular sem obstáculos por toda a moradia, entra pela porta principal. Entretanto, por ela podem vir também energias arrevesadas e todo tipo de negatividade. Os povos antigos sabiam bem disso. Tanto que todas as religiões e tradições espirituais têm seus amuletos, que são usados até hoje e cuja origem se perde nos tempos. Alguns trazem prosperidade, harmonia e sorte. Outros afastam a inveja e outras vibrações indesejáveis. Confira os objetos que protegem a casa, pendurados na porta ou dispostos no hall.

BAGUÁ

O talismã é um dos principais instrumentos utilizados pelo Feng Shui — técnica de harmonização de ambientes criada na China — para atrair sorte, proteção e harmonia para o lar. Com formato de um octógono (figura geométrica que os chineses consideram auspiciosa), deve ser pendurado na porta, ou acima do batente, do lado de fora. O espelho no centro rebate as energias negativas, impedindo que entrem na casa.


OLHO GREGO

Conhecido também como olho turco, tem o poder de captar as energias negativas do ambiente. Deve ser pendurado numa parede próxima à entrada ou usado como pingente do chaveiro. Como é feito de vidro, pode rachar ou quebrar: quando isso acontece, é sinal de que o amuleto cumpriu sua função protetora. Nesse caso, deve ser imediatamente trocado por um novo, recomenda a pesquisadora Gabriela Erbetta em O Livro dos Amuletos (ed. Publifolha).

FLORES

Vasos e arranjos florais embelezam o hall de entrada, levantam o astral e ajudam a equilibrar as energias.“É só olhar para as flores e nos sentimos próximos da natureza”, diz Silvana Helena Occhialini, especialista em feng shui, de São Paulo. Como as flores estão entre as principais curas dessa técnica, há espécies e cores específicas para harmonizar cada ambiente, explica Silvana. Mas, como caem bem em todo lugar, a todo momento, frisa a especialista, faça valer o gosto pessoal e escolha as variedades que mais agradam e têm a ver com a personalidade dos moradores. Também é fundamental trocar a água do vaso com freqüência para evitar que a energia fique estagnada. 

ESPÍRITO SANTO

O costume de ter em casa a imagem de uma pomba branca, símbolo do Espírito Santo, vem da tradicional Festa do Divino, trazida para o Brasil pelos portugueses no século 16. Os festejos acontecem no dia de Pentecostes, quando o Espírito Santo desceu sobre os apóstolos, 50 dias depois da Páscoa. 

ESPADA-DE-SÃO-JORGE

Acredita-se que a planta tem o poder de proteger a casa da inveja e do mau-olhado e evitar conflitos em família. Para isso, deve ser colocada perto da porta de entrada, plantada num vaso ou num arranjo feito apenas com as folhas. Também existe a crença de que a planta atrai prosperidade – que, aliás, chega mais rápido se suas folhas tiverem bordas amarelas. “O nome da planta faz alusão ao santo, um cavaleiro que viveu no século 4 e matou um dragão com sua espada”, conta a pesquisadora Ana Elizabeth Cavalcanti. 

SALMO DA BÍBLIA

A palavra salmo (do latim psalmus) é uma tradução de um termo hebraico que significa “louvores”. Os mais conhecidos são os 150 poemas líricos do Livro de Salmos do Antigo Testamento, a maior parte deles atribuída ao rei Davi. “O salmo 91 é considerado um dos mais poderosos, já que seus versos transmitem uma forte sensação de proteção e segurança”, diz a historiadora Ana Elizabeth Cavalcanti. Por isso, aconselha-se a quem busca proteger o lar contra energias negativas manter uma Bíblia aberta na página desse salmo. 

CIGARRA

A cigarra é considerada um inseto símbolo da região da Provença, no sul da França. Seus habitantes acreditam que o canto dela atrai sorte, prosperidade e felicidade e, por isso, eles costumam pendurar um talismã no formato do bicho, feito de cerâmica, porcelana ou madeira, na porta ou numa parede próxima à entrada da casa. 


PIMENTEIRA

Diz a crença popular que essa planta afasta todo tipo de vibração negativa. Sua eficácia como amuleto, plantada num vaso colocado perto da porta, é atribuída à cor vermelha de seus frutos. Segundo a crença, quando uma pessoa invejosa entra na casa, seu olhar é imediatamente atraído pelo intenso colorido da pimenta, que, por sua vez, absorve e neutraliza a eventual negatividade.


 SAL GROSSO E INCENSO

O uso do sal está presente em rituais de quase todas as religiões e crenças espirituais. “Os antigos o consideravam um símbolo de força vital, proteção e purificação e até hoje ele é utilizado com objetivos mágicos, quando se dá preferência ao sal marinho bruto, mais conhecido como sal grosso”, explica a historiadora Ana Elizabeth Cavalcanti. Colocado próximo à porta, ele tem o poder de absorver fluidos negativos, neutralizar o mau-olhado e renovar a energia da casa. Já o incenso, por estimular o olfato, favorece a sintonia com as forças benéficas do ambiente, potencializando os efeitos positivos do sal.

Fonte: Revista Bons Fluído

Postagens mais visitadas deste blog

Teoria dos Meridianos

TENOSINOVITIS DEL TIBIAL POSTERIOR

Cefaléia, segundo a MEDICINA CHINESA