Venha para Ágape fisioterapia

Venha para Ágape fisioterapia
RPG

Google+ Followers

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Florais on-line Grátis

Florais on-line Grátis
EGO, O FALSO CENTRO "O primeiro ponto a ser compreendido é o ego. Uma criança nasce sem qualquer conhecimento, sem qualquer consciência de seu próprio eu. E quando uma criança nasce, a primeira coisa da qual ela se torna consciente não é ela mesma; a primeira coisa da qual ela se torna consciente é o outro. Isso é natural, porque os olhos se abrem para fora, as mãos tocam os outros, os ouvidos escutam os outros, a língua saboreia a comida e o nariz cheira o exterior. Todos esses sentidos abrem-se para fora. O nascimento é isso. Nascimento significa vir a esse mundo: o mundo exterior. Assim, quando uma criança nasce, ela nasce nesse mundo. Ela abre os olhos e vê os outros. O outro significa o tu. Ela primeiro se torna consciente da mãe. Então, pouco a pouco, ela se torna consciente de seu próprio corpo. Esse também é o 'outro', também pertence ao mundo. Ela está com fome e passa a sentir o corpo; quando sua necessidade é satisfeita, ela esquece o corpo. É dessa maneira que a criança cresce. Primeiro ela se torna consciente do você, do tu, do outro, e então, pouco a pouco, contrastando com você, com tu, ela se torna consciente de si mesma. Essa consciência é uma consciência refletida. Ela não está consciente de quem ela é. Ela está simplesmente consciente da mãe e do que ela pensa a seu respeito. Se a mãe sorri, se a mãe aprecia a criança, se diz 'você é bonita', se ela a abraça e a beija, a criança sente-se bem a respeito de si mesma. Assim, um ego começa a nascer. Através da apreciação, do amor, do cuidado, ela sente que é ela boa, ela sente que tem valor, ela sente que tem importância. Um centro está nascendo. Mas esse centro é um centro refletido. Ele não é o ser verdadeiro. A criança não sabe quem ela é; ela simplesmente sabe o que os outros pensa a seu respeito. E esse é o ego: o reflexo, aquilo que os outros pensam. Se ninguém pensa que ela tem alguma utilidade, se ninguém a aprecia, se ninguém lhe sorri, então, também, um ego nasce - um ego doente, triste, rejeitado, como uma ferida, sentindo-se inferior, sem valor. Isso também é ego. Isso também é um reflexo. Primeiro a mãe. A mãe, no início, significa o mundo. Depois os outros se juntarão à mãe, e o mundo irá crescendo. E quanto mais o mundo cresce, mais complexo o ego se torna, porque muitas opiniões dos outros são refletidas. O ego é um fenômeno cumulativo, um subproduto do viver com os outros. Se uma criança vive totalmente sozinha, ela nunca chegará a desenvolver um ego. Mas isso não vai ajudar. Ela permanecerá como um animal. Isso não significa que ela virá a conhecer o seu verdadeiro eu, não. O verdadeiro só pode ser conhecido através do falso, portanto, o ego é uma necessidade. Temos que passar por ele. Ele é uma disciplina. O verdadeiro só pode ser conhecido através da ilusão. Você não pode conhecer a verdade diretamente. Primeiro você tem que conhecer aquilo que não é verdadeiro. Primeiro você tem que encontrar o falso. Através desse encontro, você se torna capaz de conhecer a verdade. Se você conhece o falso como falso, a verdade nascerá em você. O ego é uma necessidade; é uma necessidade social, é um subproduto social. A sociedade significa tudo o que está ao seu redor, não você, mas tudo aquilo que o rodeia. Tudo, menos você, é a sociedade. E todos refletem. Você irá à escola e o professor refletirá quem você é. Você fará amizade com as outras crianças e elas refletirão quem você é. Pouco a pouco, todos estarão adicionando algo ao seu ego, e todos estarão tentando modificá-lo, de modo que você não se torne um problema para a sociedade. Eles não estão interessados em você. Eles estão interessados na sociedade. A sociedade está interessada nela mesma, e é assim que deveria ser. Eles não estão interessados no fato de que você deveria se tornar um conhecedor de si mesmo. Interessa-lhes que você se torne uma peça eficiente no mecanismo da sociedade. Você deveria ajustar-se ao padrão. Assim, estão interessados em dar-lhe um ego que se ajuste à sociedade. Ensinam-lhe a moralidade. Moralidade significa dar-lhe um ego que se ajuste à sociedade. Se você for imoral, você será sempre um desajustado em um lugar ou outro... Moralidade significa simplesmente que você deve se ajustar à sociedade. Se a sociedade estiver em guerra, a moralidade muda. Se a sociedade estiver em paz, existe uma moralidade diferente. A moralidade é uma política social. É diplomacia. E toda criança deve ser educada de tal forma que ela se ajuste à sociedade; e isso é tudo, porque a sociedade está interessada em membros eficientes. A sociedade não está interessada no fato de que você deveria chegar ao auto-conhecimento. A sociedade cria um ego porque o ego pode ser controlado e manipulado. O eu nunca pode ser controlado e manipulado. Nunca se ouviu dizer que a sociedade estivesse controlando o eu - não é possível. E a criança necessita de um centro; a criança está absolutamente inconsciente de seu próprio centro. A sociedade lhe dá um centro e a criança pouco a pouco fica convencida de que esse é o seu centro, o ego dado pela sociedade. Uma criança volta para casa. Se ela foi o primeiro lugar de sua sala, a família inteira fica feliz. Você a abraça e beija; você a coloca sobre os ombros e começa a dançar e diz 'que linda criança! você é um motivo de orgulho para nós.' Você está dando um ego para ela, um ego sutil. E se a criança chega em casa abatida, fracassada, foi um fiasco na sala - ela não passou de ano ou tirou o último lugar, então ninguém a aprecia e a criança se sente rejeitada. Ela tentará com mais afinco na próxima vez, porque o centro se sente abalado. O ego está sempre abalado, sempre à procura de alimento, de alguém que o aprecie. E é por isso que você está continuamente pedindo atenção. Você obtém dos outros a idéia de quem você é. Não é uma experiência direta. É dos outros que você obtém a idéia de quem você é. Eles modelam o seu centro. Mas esse centro é falso, enquanto que o centro verdadeiro está dentro de você. O centro verdadeiro não é da conta de ninguém. Ninguém o modela. Você vem com ele. Você nasce com ele. Assim, você tem dois centros. Um centro com o qual você vem, que lhe é dado pela própria existência. Esse é o eu. E o outro centro, que é criado pela sociedade - o ego. Esse é algo falso - é um grande truque. Através do ego a sociedade está controlando você. Você tem que se comportar de uma certa maneira, porque somente assim a sociedade irá apreciá-lo. Você tem que caminhar de uma certa maneira; você tem que rir de uma certa maneira; você tem que seguir determinadas condutas, uma moralidade, um código. Somente assim a sociedade o apreciará, e se ela não o fizer, o seu ego ficará abalado. E quando o ego fica abalado, você já não sabe onde está, você já não sabe quem você é. Os outros deram-lhe a idéia. E essa idéia é o ego. Tente entendê-lo o mais profundamente possível, porque ele tem que ser jogado fora. E a não ser que você o jogue fora, nunca será capaz de alcançar o eu. Por estar viciado no falso centro, você não pode se mover, e você não pode olhar para o eu. E lembre-se: vai haver um período intermediário, um intervalo, quando o ego estará se despedaçando, quando você não saberá quem você é, quando você não saberá para onde está indo; quando todos os limites se dissolverão. Você estará simplesmente confuso, um caos. Devido a esse caos, você tem medo de perder o ego. Mas tem que ser assim. Temos que passar através do caos antes de atingir o centro verdadeiro. E se você for ousado, o período será curto. Se você for medroso e novamente cair no ego, e novamente começar a ajeitá-lo, então, o período pode ser muito, muito longo; muitas vidas podem ser desperdiçadas... Até mesmo o fato de ser infeliz lhe dá a sensação de "eu sou". Afastando-se do que é conhecido, o medo toma conta; você começa sentir medo da escuridão e do caos - porque a sociedade conseguiu clarear uma pequena parte de seu ser... É o mesmo que penetrar numa floresta. Você faz uma pequena clareira, você limpa um pedaço de terra, você faz um cercado, você faz uma pequena cabana; você faz um pequeno jardim, um gramado, e você sente-se bem. Além de sua cerca - a floresta, a selva. Mas aqui dentro tudo está bem: você planejou tudo. Foi assim que aconteceu. A sociedade abriu uma pequena clareira em sua consciência. Ela limpou apenas uma pequena parte completamente, e cercou-a. Tudo está bem ali. Todas as suas universidades estão fazendo isso. Toda a cultura e todo o condicionamento visam apenas limpar uma parte, para que ali você possa se sentir em casa. E então você passa a sentir medo. Além da cerca existe perigo. Além da cerca você é, tal como você é dentro da cerca - e sua mente consciente é apenas uma parte, um décimo de todo o seu ser. Nove décimos estão aguardando no escuro. E dentro desses nove décimos, em algum lugar, o seu centro verdadeiro está oculto. Precisamos ser ousados, corajosos. Precisamos dar um passo para o desconhecido. Por um certo tempo, todos os limite ficarão perdidos. Por um certo tempo, você vai se sentir atordoado. Por um certo tempo, você vai se sentir muito amedrontado e abalado, como se tivesse havido um terremoto. Mas se você for corajoso e não voltar para trás, se você não voltar a cair no ego, mas for sempre em frente, existe um centro oculto dentro de você, um centro que você tem carregado por muitas vidas. Esse centro é a sua alma, o eu. Uma vez que você se aproxime dele, tudo muda, tudo volta a se assentar novamente. Mas agora esse assentamento não é feito pela sociedade. Agora, tudo se torna um cosmos e não um caos, nasce uma nova ordem. Mas essa não é a ordem da sociedade - essa é a própria ordem da existência. É o que Buda chama de Dhamma, Lao Tzu chama de Tao, Heráclito chama de Logos. Não é feita pelo homem. É a própria ordem da existência. Então, de repente tudo volta a ficar belo, e pela primeira vez, realmente belo, porque as coisas feitas pelo homem não podem ser belas. No máximo você pode esconder a feiúra delas, isso é tudo. Você pode enfeitá-las, mas elas nunca podem ser belas... O ego tem uma certa qualidade: a de que ele está morto. Ele é de plástico. E é muito fácil obtê-lo, porque os outros o dão a você. Você não precisa procurar por ele; a busca não é necessária. Por isso, a menos que você se torne um buscador à procura do desconhecido, você ainda não terá se tornado um indivíduo. Você é simplesmente mais um na multidão. Você é apenas uma turba. Se você não tem um centro autêntico, como pode ser um indivíduo? O ego não é individual. O ego é um fenômeno social - ele é a sociedade, não é você. Mas ele lhe dá um papel na sociedade, uma posição na sociedade. E se você ficar satisfeito com ele, você perderá toda a oportunidade de encontrar o eu. E por isso você é tão infeliz. Como você pode ser feliz com uma vida de plástico? Como você pode estar em êxtase ser bem-aventurado com uma vida falsa? E esse ego cria muitos tormentos. O ego é o inferno. Sempre que você estiver sofrendo, tente simplesmente observar e analisar, e você descobrirá que, em algum lugar, o ego é a causa do sofrimento. E o ego segue encontrando motivos para sofrer... E assim as pessoas se tornam dependentes, umas das outras. É uma profunda escravidão. O ego tem que ser um escravo. Ele depende dos outros. E somente uma pessoa que não tenha ego é, pela primeira vez, um mestre; ele deixa de ser um escravo. Tente entender isso. E comece a procurar o ego - não nos outros, isso não é da sua conta, mas em você. Toda vez que se sentir infeliz, imediatamente feche os olhos e tente descobrir de onde a infelicidade está vindo, e você sempre descobrirá que o falso centro entrou em choque com alguém. Você esperava algo e isso não aconteceu. Você espera algo e justamente o contrário aconteceu - seu ego fica estremecido, você fica infeliz. Simplesmente olhe, sempre que estiver infeliz, tente descobrir a razão. As causas não estão fora de você. A causa básica está dentro de você - mas você sempre olha para fora, você sempre pergunta: 'Quem está me tornando infeliz?' 'Quem está causando a minha raiva?' 'Quem está causando a minha angústia?' Se você olhar para fora, você não perceberá. Simplesmente feche os olhos e sempre olhe para dentro. A origem de toda a infelicidade, da raiva e da angústia, está oculta dentro de você, é o seu ego. E se você encontrar a origem, será fácil ir além dela. Se você puder ver que é o seu próprio ego que lhe causa problemas, você vai preferir abandoná-lo - porque ninguém é capaz de carregar a origem da infelicidade, uma vez que a tenha entendido. Mas lembre-se, não há necessidade de abandonar o ego. Você não o pode abandonar. E se você tentar abandoná-lo, simplesmente estará conseguindo um outro ego mais sutil, que diz: 'tornei-me humilde'... Todo o caminho em direção ao divino, ao supremo, tem que passar através desse território do ego. O falso tem que ser entendido como falso. A origem da miséria tem que ser entendida como a origem da miséria - então ela simplesmente desaparece. Quando você sabe que ele é o veneno, ele desaparece. Quando você sabe que ele é o fogo, ele desaparece. Quando você sabe que esse é o inferno, ele desaparece. E então você nunca diz: 'eu abandonei o ego'. Você simplesmente irá rir de toda essa história, dessa piada, pois você era o criador de toda essa infelicidade... É difícil ver o próprio ego. É muito fácil ver o ego nos outros. Mas esse não é o ponto, você não os pode ajudar. Tente ver o seu próprio ego. Simplesmente o observe. Não tenha pressa em abandoná-lo, simplesmente o observe. Quanto mais você observa, mais capaz você se torna. De repente, um dia, você simplesmente percebe que ele desapareceu. E quando ele desaparece por si mesmo, somente então ele realmente desaparece. Porque não existe outra maneira. Você não pode abandoná-lo antes do tempo. Ele cai exatamente como uma folha seca. Quando você tiver amadurecido através da compreensão, da consciência, e tiver sentido com totalidade que o ego é a causa de toda a sua infelicidade, um dia você simplesmente vê a folha seca caindo... e então o verdadeiro centro surge. E esse centro verdadeiro é a alma, o eu, o deus, a verdade, ou como quiser chamá-lo. Você pode lhe dar qualquer nome, aquele que preferir." OSHO, Além das Fronteiras da Mente.

Japanese Garden Meditation

terça-feira, 29 de maio de 2012

Qi Gong - Medicina Chinesa Tradicional

Os chakras são centros ou vórtices de energia e estão localizados em partes estratégicas de nosso corpo bioenergético e estão sempre em atividade no nosso corpo, quer nós tenhamos consciência disso ou não. Tem a forma de cones e são muitas vezes representados simbolicamente como um lótus com um número diferente de pétalas para cada chakra. Eles funcionam tal como um aparelho que capta e emana energia e alimentam o nosso corpo com a energia vital que recebem do universo. Essa energia da vida, límpida e cristalina, que é continuamente derramada sobre nós, diretamente da fonte criadora permite-nos estar vivos saudáveis, felizes e cheios de vontade de crescer, evoluir.A energia da vida flui através desses centros produzindo diferentes estados psíquicos, emocionais, sentimentais entre outros, afetando todos os aspectos da nossa vida, a nossa vitalidade, criatividade e bem-estar. Quando os chakras estão em bom funcionamento e a energia circula livremente como um rio límpido, isso vê-se por fora, sentimo-nos cheios de energia, estamos em perfeita saúde e bem-estar, a todos os níveis quer físico, mental emocional e espiritual. Ao contrário se os chakras estiverem a funcionar mal, bloqueados, podemos nos sentir sem vitalidade, ter problemas de saúde, desequilíbrios emocionais, distúrbios psíquicos ou a outros níveis. Como eles estão interligados, se um chakra estiver bloqueado isso irá afectar todo o sistema energético. Como saber qual Chakra está bloqueado Uma das formas de análise é através de uma foto da Aura que é tirada com uma máquina fotográfica própria para essa finalidade e que tem o nome de Kirllian, o mesmo sobrenome que o casal de soviéticos que em 1960 a criaram e a apresentaram para o mundo. Existem também métodos mais próximo do alcance de todos para fazer esse levantamento, como através de uma análise com Radiestesia, com o auxilio de um Auramiter ou através de uma analise pessoal, onde é levantado os sintomas e problemas por qual se esta passando no momento, seja ele emocional ou físico. Técnicas para Desbloquear os Chakras São diversas as situações que podem causar o mal funcionamento dos chakras. As preocupações e o sentimento de medo por exemplo, podem diminuir o fluxo de energia no chakra frotal, o que pode resultar na perda de concentração, falta de criatividade e dores de cabeça. Experimente em uma situação como essa, praticar algo que tenha a capacidade de trazer de volta o equilíbrio desse chakra e desfrute da sensação de bem estar sem a necessidade da utilização de remédios.Entre as formas mais comuns para limpar, harmonizar e ativar os nossos chakras, estão a utilização de pedras, meditação, aplicação de Reiki, cromoterapia e entre outras a técnicas de visualização. Exercício de relaxamento e desbloqueio No final desse artigo, detalhei os 7 principais chakras com o intuito de possibilitar que você possa se auto-avaliar e descobrir se existe ou não desequilíbrio em seus chakras. Porém, independente de descobrir desequilíbrios ou não em seus Chakras, te convido para um exercício delicioso de energização e ativação do chakras através de uma técnica de relaxamento e visualização. O áudio que segue, traz exercício para todos os chakras separadamente, te dando a possibilidade de optar por tratar apenas um chakra ou fazer o tratamento em todos eles.Para começar, sugiro que esteja em um local tranquilo e que tenha a certeza de não será interrompido por ninguém. Reserve esse momento só para você. Desligue o telefone, encontre uma posição confortável e se permita dar início a essa fantástica experiência. Depois me conte sobre essa experiência.
Dosha é a caracterização do perfil biológico do indivíduo, de acordo com o ayurveda. Existem três doshas: Vata, Pitta e Kapha, sendo que cada um apresenta suas determinadas características. Todas as pessoas possuem os três doshas, mas em proporções variadas. Eventualmente, há excesso ou carência de um dos três doshas, o que constitui um desequilíbrio, que pode originar uma doença Fonte: wikipédia Vata: União de Espaço e Ar. Vata é o princípio da energia cinética. Regula todo o movimento do corpo e da mente. Tudo o que se move, da molécula ao pensamento, o faz por causa de Vata. Em sânscrito, significa literalmente “aquilo que movimenta as coisas”.Sua função é colocar a energia em movimento e dar-lhe uma direção. Diz respeito principalmente ao sistema nervoso. É responsável por: pensamento, atividade neuromuscular, respiração, circulação e movimento peristáltico.Qualidades do elemento Ar: frio, leve, seco, irregular, violento, inconstante, ágil e instável. Pitta: Resultado de Fogo (muito) e Água (pouca). Regula a fome, a sede e todos os processos de transformação que ocorrem no corpo, como a digestão. Representa o metabolismo e a energia potencial, que dá brilho ao olhar. Em sânscrito, Pitta quer dizer “aquilo que digere as coisas”. Sua função é gerar energia. Diz respeito principalmente aos sistemas digestivo, endócrino e enzimático. É responsável pela clareza mental, percepção visual, digestão, metabolismo e regulagem da temperatura. Qualidades do elemento Fogo: quente, leve, intenso, perspicaz, mordaz, impetuoso e cáustico. Kapha Mistura Terra e Água. É a influência estabilizadora que lubrifica, mantém e contém. É o dosha responsável pelo acúmulo de gordura no corpo e retenção de líqüidos. Em sânscrito, Kapha é “aquilo que mantém as coisas juntas”.Sua função é regular a energia. Diz respeito principalmente ao sistema linfático. É responsável por dar suporte e nutrir o sistema nervoso, lubrificar o trato digestivo, as articulações e o trato respiratório, regular água e gordura. Qualidades do elemento Terra: frio, pesado, sólido, estável, suave e lento. Equilíbrio e desequilíbrio: Todas as formas de vida combinam os três elementos, cada qual de maneira única. No momento em que o espermatozóide do seu pai fecunda o óvulo da sua mãe, ambas as células carregam em si porcentagens específicas de Vata, Pitta e Kapha do momento de vida do seu pai e da sua mãe, gerando assim a porcentagem individual do novo ser. Esta porcentagem determina a prakriti, ou seja, nossa natureza, nosso ideal, independentemente da quantidade existente. Isso quer dizer que não é necessário termos 33.3% de cada dosha para que nossa natureza seja boa -- toda prakriti é boa quando equilibrada.Porém, com o passar do tempo, sofremos influências externas -- como as estações do ano, nossa idade, alimentação, o clima, nossas emoções. Diante de todas essas influências, nossa prakriti se desequilibra, tornando-se então vikriti, que em sânscrito quer dizer deturpação. Em perfeito funcionamento, os doshas proporcionam a saúde e o equilíbrio entre corpo e mente. Como a maioria dos seres humanos vive em vikriti, volta e meia nós adoecemos. Na natureza, os elementos também sofrem desequilíbrios: um furacão representa desequilíbrio de Vata; calor excessivo é um desequilíbrio de Pitta; uma inundação é desequilíbrio de Kapha. Atualmente, vivemos em uma era Vata, dominada pelo movimento – o que gera ansiedade, medo, insegurança. Isso é especialmente nocivo para as pessoas de Vata, mas também afeta negativamente Kapha e Pitta. Quando os doshas entram em desequilíbrio em nossas constituições, ou seja, quando passamos a viver em vikriti, geramos doenças. O processo tem início com o acúmulo de toxinas -- ama, em sânscrito -- em nossa fisiologia. Essas toxinas impedem o fluxo natural e espontâneo da energia, gerando um primeiro desequilíbrio que se manifesta como fadiga, cansaço, mal estar.Esta é a primeira fase das doenças. Ayurveda preconiza que saúde não é apenas ausência de doença, mas o completo bem-estar físico, mental e emocional – mesma definição da Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas, com o aumento natural da ingestão de toxinas – que rodeiam a todos nós, em todos os momentos de nossa vida --, o desequilíbrio se alastra e vai ser acumulado em um órgão específico, gerando uma doença também específica. Cada um dos doshas tem um órgão onde “reside”, onde fica sua “sede”, por assim dizer. Dependendo do dosha que se desequilibrou, portanto, é em seu órgão-sede que provavelmente a doença se manifestará. Vata, que como já vimos representa a qualidade do movimento, é o líder dos doshas, pois sua combinação de Espaço e Ar é necessária para que tudo o mais exista no universo. Então, Pitta (Fogo e Água) e Kapha (Terra) dependem de Vata para existir. Porém, móvel e instável, Vata é bastante suscetível a se desequilibrar. E, quando o rei dos doshas se desequilibra, os outros tendem a segui-lo. Os textos clássicos de Ayurveda atribuem 80 tipos de doenças a Vata, 40 a Pitta e 20 a Kapha – este, o mais estável dos três.O bem-estar do ser humano depende do equilíbrio entre os doshas, essas energias sutis. Mas um ou dois deles tendem sempre a se destacar, definindo traços de personalidade, metabolismo e aparência física. O dosha que se destaca é aquele que dizemos ser o dosha da pessoa. Se, então, você ouve alguém falarque “é Vata”, ou “é de Vata”, isso significa que Vata é seu dosha predominante. Se alguém é Pitta-Kapha, é porque esses dois doshas se sobressaem em sua constituição.A determinação do dosha de cada pessoa é possível pela observação de suas características. Por exemplo: Vata é associado a frio, secura, velocidade e leveza; Pitta, a calor, acidez e clareza mental; e Kapha, a frio, peso, oleosidade e lentidão. É importante sabermos determinar as porcentagens e combinações dos doshas em nossa fisiologia para que possamos minimizar os desequilíbrios.
adoro este sino trás muita paz
Aromaterapia A terapia aromática e a utilização de óleos essenciais vêm acompanhando o desenvolvimento da humanidade desde o início das civilizações há milhares de anos. Há mais de seis mil anos, os egípcios já utilizavam loções e resinas aromáticas em cerimônias, rituais, medicina e cosmética. No processo de embalsamamento dos Faraós, eram utilizados óleos de Cedro e Olíbano, pelas suas propriedades anti-sépticas e conservantes. Na Idade Média, atribuem-se às propriedades dos óleos essenciais, a aparente imunidade de muitos alquimistas às pragas que varreram a Europa. A extração dos óleos essenciais das plantas era a principal base para a requintada indústria da perfumaria dos séculos XVII e XVIII. O termo “Aromaterapia” é aplicado a um ramo da Fitoterapia, trata-se de tratar o corpo e a mente através das plantas: dos óleos essenciais contidos nelas.  Essas substâncias naturais contém os princípios ativos presentes em flores, folhas, árvores, frutos, raízes, resinas, bagas, sementes, grãos, etc. São destilados e extraídos das plantas por diversos processos, sendo altamente concentrados e puros. Os óleos essenciais penetram no corpo por inalação e por absorção pelos poros. Após inalados, os sinais aromáticos são enviados ao sistema límbico, no cérebro, e exercem um efeito direto no pensamento e nas emoções. Seus componentes químicos naturais são levados pela corrente sanguínea a todas as regiões do corpo, tratando e prevenindo problemas.  A massagem é considerada o modo mais eficaz de aplicá-los ao corpo, aumentando o potencial de cura da Aromaterapia. Mas também é possivel usar outros métodos, como: inalações a vapor, banhos, compressas, cremes , loções, gel, gargarejo, bochechos, escalda pés, etc. Hoje a Aromaterapia é bastante difundida nos Estados Unidos e na Europa, principalmente França e Reino Unido, onde é matéria optativa em algumas faculdades de medicina. Nestes países existem conselhos que estabelecem padrões de qualidade, fiscalizam a venda e regulam o trabalho dos aromaterapeutas. É frequentemente praticada por médicos, e os óleos essenciais podem ser encontrados na maioria das farmácias e em qualquer loja de produtos terapêuticos naturais.
O que é EFT? A EFT - Emotional Freedom Techniques (Técnica de Libertação Emocional) – também pode ser chamada de “Acupuntura Emocional sem Agulhas”. A técnica se baseia em descobertas realizadas pelo Dr. Roger Callahan, PhD, psicólogo norte americano que também é estudioso de acupuntura e cinesiologia aplicada. O método consiste no desbloqueio dos canais energéticos, que são chamados de meridianos, enquanto o indivíduo se sintoniza em um problema emocional ou físico. Estes são os mesmos meridianos estudados pela acupuntura e pode-se dizer que a EFT é uma “versão emocional” desta outro técnica, sem no entanto precisar do uso de qualquer tipo de agulha. O desbloqueio é realizado através de leves batidas com as pontas dos dedos nos terminais dos meridianos, enquanto o paciente está sintonizado no problema através da repetição de frases lembretes (frases que trazem a tona os sentimentos negativos que precisam ser trabalhados, e indicam ao sistema energético o que está sendo tratado). Este processo é simples, porém muito poderoso, trazendo resultados profundos e duradouros. Não se trata de massagem, shiatsu, ou de qualquer outra técnica. A EFT é um método próprio e sua aplicação tem particularidades que fazem o método obter uma eficácia acima da média, sendo ao mesmo tempo simples de aprender. Basicamente, qualquer dificuldade emocional ou sentimento negativo: raiva, mágoa, tristeza, claustrofobia, medo de altura, de multidão, medo de falar em público, medo de dirigir, medo de animais e insetos, todo e qualquer tipo de fobia não citada aqui nesta lista, memórias traumáticas (de acidentes, violência, seqüestro, assalto, de guerra...), transtorno do estresse pós traumático, e etc. Pode-se ainda trabalhar com sucesso casos como: ansiedade, obesidade, vícios (cigarro, bebida, drogas, chocolate, comida...), roer unhas, depressão, síndrome do pânico, estresse, insônia e etc. Casos de dores: dores crônicas ou não, enxaqueca e todo tipo de dor de cabeça, dor de coluna, dores nas juntas, dores nos tendões, cólicas menstruais, dores devido a traumas físicos novos ou antigos e todas as dores não listadas aqui. Geralmente tem resultados muito rápidos no alívio das dores. Quando aliviamos sentimentos negativos com a EFT, as doenças físicas cedem parcial ou totalmente. Podemos ainda aplicar a EFT diretamente para sintomas físicos e obter, como reflexo, uma melhora da saúde emocional. Apesar de haver uma infinidade de relatos de resultados bem sucedidos, e muitos até impressionantes, a EFT é uma técnica que ainda deve ser vista como estando ainda em estágio experimental. Consulte sempre seu médico ou profissional de saúde fisica e emocional quando tiver qualquer tipo de desconforto ou doença para se tratar ou para ter um diagnóstico. A EFT não é um substituto para tratamentos convencionais da medicina e psicologia. A EFT deve ser considerada como uma terapia complementar.

sábado, 26 de maio de 2012

 Todos somos iguais, com algum diferencial.
 Acupuntura e uma arte, quando se fala em diagnostico. é um diagnostico energetico, não quer dizer uma doença.algum médico ocidental que não estudou acupuntura sabe o que é vento do figado?
Jesus eu confio em vós !

ACUPUTURA&FIBROMIALGIA


O que é fibromialgia?
A Fibromialgia caracteriza-se por ser uma síndrome dolorosa crônica, apresentando dores em diferentes pontos e distúrbios do sono entre vários outros sintomas. Ocorre em cerca de nove mulheres para cada homem em idades variadas. Caracterizada, principalmente, por uma dor difusa, referida no sistema músculo-esquelético, acompanhada por fadiga, distúrbios do sono e pontos dolorosos pré-determinados. É considerada uma síndrome porque é identificada mais pelo número de sintomas do que por uma má função específica. Não necessariamente apresentará todos os sintomas, mas outros podem estar presentes, como parestesia, dismenorréia, cefaléia, artralgia, rigidez articular matinal, ansiedade e depressão.

A variedade nos tratamentos tem aumentado o controle da doença, e uma via alternativa em estudo é a Acupuntura. Sua eficácia no tratamento da dor de diversas etiologias estão bem demonstrados; em especial para a síndrome de dor, em que o conceito de pontos-gatilho apresenta correlações importantes com o de pontos de Acupuntura, e para a qual é imprescindível uma ação terapêutica direta sobre os músculos cronicamente lesados.

 Tratamento Acupuntural

A base de tratamento da Acupuntura é o reequilíbrio energético através de canais que se encontram distribuídos no organismo humano por onde passa a energia vital. O tratamento é feito através de inserção de agulhas introduzidas nos pontos os quais estão localizados nos canais energéticos também chamados meridianos. Segundo a teoria da Acupuntura, todas as estruturas do organismo se encontram em equilíbrio pela atuação das energias Yin e Yang, um desequilibro, gera doença. De acordo com estudos e pesquisas para comprovar a eficácia, a arte da Acupuntura visa através da sua técnica, estimular os pontos reflexos que tenham a propriedade de restabelecer o equilíbrio alcançando assim, resultados terapêuticos e diminuindo o quadro álgico para uma melhor qualidade de vida e retorno às atividades diárias.
Será abordado o tratamento denominado Teoria dos Cinco Elementos. A aplicação da teoria dos cinco elementos está na classificação em diferentes categorias como emoções humanas e fenômenos naturais externos do corpo como as condições climáticas. No caso da fibromialgia destaca-se uma desarmonização no excesso de fígado e deficiência de rins. Através desse tratamento, observamos também o ciclo de dominação que o fígado, coração, rim, pulmão, necessitam de tratamento simultaneamente. Um dano no fígado pode influenciar também o coração e acontece que a dominação da mãe atinge o filho pode influenciar o pulmão, pode influenciar os rins, o que resulta em a dominação do filho atinge a mãe. Reforçar a Terra para produzir Metal, Umedecer a Água para manter a Madeira irrigada, sustentar a Terra para conter a Madeira e fortificar a Água para conter o Fogo.

Água em deficiência, tonificar a mãe Rim que é o pulmão + rim + baço. Fígado em excesso, sedar o filho que é coração + Fígado. Fígado em excesso, o rim não consegue guardar energia essencial.

Os pontos empregados são detectados à palpação e baseando-se nos critérios acima citados dos tender points e áreas de dor referida, já que o diagnóstico da Fibromialgia é puramente clínico. As agulhas de Acupuntura devem ser introduzidas nestes pontos com profundidade que varia de acordo com a anatomia local.
http://www.usp.br/agen/?p=6264

Tratamento de fibromialgia complementado por acupuntura mostra-se mais eficaz




Por Laura Lopes, especial para Agência USP de Notícias
Um tratamento complementar de acupuntura a cada três meses melhora consideravelmente a saúde de doentes de fibromialgia, se comparado a pacientes que passam somente pelo tratamento convencional, com medicamentos e fisioterapia. Essa é a conclusão da tese defendida em agosto pela médica Rosa Alves Targino de Araújo, na Faculdade de Medicina (FMUSP) da USP.
O estudo, que será premiado no Congresso da Sociedade para a Pesquisa em Acupuntura (SAR) em novembro, nos Estados Unidos, mostrou resultados positivos em pacientes de 21 a 71 anos, submetidos a 20 sessões de acupuntura, duas vezes por semana. Os três meses que se seguiram à ultima sessão mostraram-se benéficos. Depois disso, provavelmente seria necessário outro bloco de 20 sessões. Durante dois anos, foram acompanhadas 58 mulheres. Em 34 delas foi aplicada a acupuntura, além da terapia convencional. As 24 restantes fizeram parte do grupo controle.
"Não se encontrou, ainda, um tratamento efetivo e específico para essa síndrome complexa. O que se busca hoje é o alívio sintomático da dor, e como há necessidade de medicamentos antidepressivos, por exemplo, é importante buscar outras terapêuticas apropriadas, que cheguem à sua origem para melhora dos sintomas e da qualidade de vida", comenta Rosa. Segundo a médica, a literatura científica fala da eficácia da acupuntura para reduzir os efeitos da síndrome. "Na tese, concluo que a associação da acupuntura ao tratamento convencional, com antidepressivos e exercícios, é benéfica para doentes com fibromialgia no período de três meses após o término do tratamento, bem como melhora a dor e a qualidade de vida".
Resultados
Durante o pós-tratamento, 10 dos 34 pacientes que receberam acupuntura, quase 30%, saíram do critério de diagnóstico de fibromialgia adotado pelo Colégio Americano de Reumatologia. No entanto, apenas um dos 24 submetidos ao tratamento convencional teve este grau de melhora, cerca de 4%. Para fazer a avaliação, a pesquisadora usou variáveis como capacidade funcional, aspectos físicos, dor, vitalidade, aspectos sociais e emocionais.
Depois de três meses, o valor da dor, medido numa escala de 0 a 10, chegou a 5,35 no grupo que recebeu acupuntura, e a média nas demais pacientes foi de 7,85, diferença que é estatisticamente significante. "O Índice Miálgico (IM) também foi melhor para quem recebeu acupuntura", garante Rosa, referindo-se ao índice que avalia o grau da dor. Quanto menor, mais dor o paciente sente. No grupo que se submeteu às agulhas, atingiu 3,53 após três meses do tratamento, contra 2,84 no grupo padrão. Um ano depois, o IM dos dois grupos se aproximou: chegou a 3,19 e 3,05, respectivamente, sem revelar diferença significativa. "Isso mostra a necessidade de um tratamento a cada três meses", avalia a médica.
A fibromilagia
A síndrome é caracterizada por uma dor muscular e esquelética que atinge muitas partes do corpo, se apresentando de forma contínua por mais de três meses. Ainda não se sabe os motivos que a desencadeiam. Está associada à perda da qualidade do sono, ansiedade ou depressão, rigidez muscular matinal e disfunção cognitiva – dificuldade de concentração, falar, lembrar e manipular números.
"A dor crônica e a fadiga afetam de modo negativo tanto a qualidade de vida quanto o desempenho da maioria dos doentes com fibromialgia. Quando comparada a outras doenças reumatológicas, apresenta os maiores níveis de dor, incapacidade funcional e estresse psicoafetivo", explica Rosa. A incidência no Brasil é de 2,5%, sendo que a proporção entre mulheres e homens é de 9:1, ou seja, a cada 10 pacientes, nove são mulheres. É mais comum em pessoas com idade entre 45 e 64 anos.
Mais informações: targino@usp.br, com Rosa Alves Targino de Araújo. Tese orientada pelo professor Raymundo Soares de Azevedo Neto.

sexta-feira, 25 de maio de 2012


A Cromoterapia é a ciência que utiliza as diferentes cores para alterar ou manter as vibrações do corpo na freqüência que resulta em saúde, bem estar e harmonia do corpo, mente e emoções.

Sua aplicação pode ser feita de diversas maneiras, desde luzes coloridas incidindo diretamente sobre o corpo até a utilização de cores especificas na decoração, como em paredes e objetos que permanecem algum tempo junto da pessoa diariamente.

Provavelmente você já esta sendo beneficiado pelas cores certas nos locais certos e nem se deu conta disso. A utilização por exemplo de tons de verde nos centros cirúrgicos não ocorre por acaso, e sim porque essa cor possui ação anti-infecciosa.

Para desperta a mente e a capacidade de concentração, o uso da cor amarela em uma parede ou em alguns objetos que fiquem à vista da pessoa que necessita trabalhar ou estudar é o ideal.

No combate a insônia, nada melhor do que uma lâmpada azul em um abajur dentro do quarto.

Para ativar a sexualidade, uma lâmpada vermelha ou um suporte para velas na mesma cor que fica em evidência quando à vela esta acessa.

Benefícios da utilização correta das cores

Os benefícios são muitos e entre eles estão corrigir e prevenir estados desarmônicos físicos que já se encontram no estado de doença através de tratamento direcionado com luz colorida.

Trata problemas emocionais como depressão, ansiedade, estresse e angustias, promovendo assim um estado harmônico do ser. Favorece maior qualidade de vida e mais saúde.

Uma pintura nova nas paredes além de trazer a sensação de limpo e novo, deixa a casa com outra cara e com a energia renovada trazendo benefícios para todos os que frequentam os ambientes.

Indicação

Não é preciso estar sofrendo de alguma doença para recorrer à cromoterapia. Se sentir desequilíbrios emocionais, como nervosismo e angustias, já é o suficiente para justificar uma busca de terapia através das cores.

Utilize cores nas paredes de sua casa e local de trabalho e usufrua dias mais produtivos ou mais relaxantes, dependendo de seu objetivo.
De preferência para tons pastéis nos quartos.
Pessoas agitadas e nervosas, devem ter seus quartos pintado em tons de verde, para se equilibrar ou em tons de azul para relaxar e se acalmar. Devem evitar cores como vermelho e laranja até mesmo nos detalhes.
Pessoas com desmotivadas, podem utilizar uma decoração com amarelo, laranja, vermelho e verde.

Efeitos Emocionais das Cores
As descrições que seguem são utilizadas no tratamento com cromoterapia e podem ser utilizadas na escolha de cores para decoração incluindo a pintura das paredes.

Vermelho: Estimula o Espírito, energia vital, força criadora, concentração, estimula a extroversão

Laranja: Otimismo mental, dá sensação de bem-estar, fortalece a energia sutil, traz tranqüilidade.

Amarelo: Essa é a cor da alegria. Estimulante nervoso, revitalizante, combate à melancolia e a depressão, estimula o intelecto.

Verde: A cor do equilíbrio. Alivio da insônia, acalma a cólera e a tensão nervosa, regenera a mente, equilibra as desordens emocionais e psíquicas, elimina medos e manias. Traz confiança.

Azul: A cor da Paz. Induz ao relaxamento, tranqüilidade, meditação, combate o egoísmo, favorece a intuição, abre o mental, harmoniza e energiza o mental e o espiritual.

Violeta/Lilás: Controle da irritação, da cólera, fobias, complexos e angústias, ciúme e nervosismo, acalma as emoções violentas.

Índigo/Anil: Estimulante dos sentidos, calmante, estimula a intuição, acalma o mental, estimula a circulação de energia sutil nos canais energético. Por ser uma cor muito forte para ser usada nas paredes de um ambiente, utilize-a apenas em uma parede ou em objetos decorativos.
Quiche integral de abobrinha Uma quiche é sempre uma ótima opção para acompanhar saladas em um jantarzinho informal para os amigos. Comidas Ovo-lacto-vegetariano Ingredientes: Massa: 250g de farinha de trigo integral 100g de manteiga em temperatura ambiente ou (equivalente vegan margarina ou oleo)* pitada de sal água até dar o ponto * nesta receita da fotografia foi utilizada becel. Recheio 2 abobrinhas cortadas em rodelas ( ou mais depende do tamanho delas) Molho branco. Modo de preparo massa: Faça uma coroa com a farinha, coloque o sal e a manteiga no centro e comece a misturar, coloque água para dar o ponto e formar uma bola que desgrude das mãos. Leve para a geladeira em saco ou filme plástico por 15 min. Pré aqueça o forno a 180ºC . Recheio: 1 abobrinha italiana ralada, do lado grosso, 1 1/2 cenoura ralada do lado grosso, sementinhas de 1 ou 2 bagas de cardamomo2 ovos300 ml de coalhada ou iogurte natural100 ml de leitesal e pimenta do reinoTire as sementinhas de cardamomo e soque-as até obter um granuladinho. Misture num bowl os legumes ralados com o cardamomo, sal e pimenta e reserve.Bata os ovos com a coalhada e o leite. Abra a massa com um rolo, ou como eu faço, pegue montinhos de massa e vá abrindo nas palmas das mãos, e una tudo dentro da forma, o importante é cobrir a forma. Coloque os legumes sobre a massa e despeje sobre tudo a mistura de coalhada e ovos. Leve ao forno por 30 minutos ou até que esteja corada. Fica ótima servida quente ou fria e com uma saladinha...delícia!

Medicina Alternativa

Medicina Alternativa

Medicina Alternativa

Medicina Alternativa
Texto
naturopatia
fisioterapia,acupuntura naturopatia, naturopatia, longevidade,medicina chinesa, florais de bach, auto ajuda, religião, pilates, massagem, estética aromaterapia, magnetoterapia

quinta-feira, 24 de maio de 2012


Dicas do mês
VIVA BEM COM OS 10 MANDAMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA
Viver de forma saudável tornou-se um objetivo cada vez mais possível de ser conquistado. É crescente o interesse da sociedade na busca pela melhor qualidade de vida. Muitos já se preocupam com a saúde de uma forma preventiva e têm como grande aliada a milenar sabedoria oriental.
Desde a antiguidade, os povos orientais, principalmente da China, já faziam uso de ervas, massagem e acupuntura com fins terapêuticos.
Durante milhares de anos foram sendo desenvolvidas essas e outras práticas interpretadas e empregadas segundo a filosofia, a cultura e os dogmas religiosos de cada época.
Surgiram importantes conceitos como o de YIN e YANG (forças opostas e complementares que regem o universo) e a teoria dos 5 Elementos/Movimentos da natureza (madeira,fogo,terra,metal e água).
Esses princípios formam os pilares da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) cuja visão de saúde baseia-se no estado de harmonia entre o YIN e o YANG que gera a energia vital (CH’I ou QI) e os 5 Elementos/Movimentos.Tanto a falta quanto o excesso de uma dessas forças/elementos causa desequilíbrios energéticos e origina as doenças.
Os “10 Mandamentos” visam proporcionar ensinamentos de como conservar a saúde, o bem estar e a harmonia através do comportamento e estilo de vida:
1-RESPEITAR A NATUREZA
Todos os seres vivem entre o céu (YANG) e a terra (YIN).A energia YIN e YANG de todas as coisas ,inclusive do Homem,comunicam-se com a energia YIN e YANG do Universo.Os chineses antigos sempre observaram a ligação entre o homem e o meio ao seu redor e que toda mudança que ocorria na natureza repercutia nele.
Os antigos se reconheciam como parte integrante de um sistema cosmológico sagrado com o mundo e não como uma entidade separada da natureza.Sabia-se que quando a terra era próspera,eles progrediam;mas quando o equilíbrio era destruído,eles sofriam.Procuravam portanto favorecer e respeitar a natureza,e nunca prejudicá-la.
O chinês antigo já sabia e enxergava o ser humano como um microcosmo reflexo do macrocosmo (Universo). E diante dessa imutável condição que possui,deve desenvolver,especialmente a partir desse milênio,uma consciência mais alerta e atuante para preservar a natureza,pois cada um de nós faz parte da natureza.Aliás,cada um de nós é a natureza.
2-EQUILIBRAR A ALIMENTAÇÂO E O CONSUMO DE LÍQUIDOS
A alimentação é uma necessidade básica e envolve diversos aspectos (sócio-econômicos,culturais,nutricionais entre outros) tornado-o um assunto dos mais complexos a ser explorado.
Na MTC, alimentação não só é uma causa patológica importante como também significativo contribuidor para a saúde e mantenedor da energia e da vida. Todos os aspectos quantitativos,qualitativos e energéticos dos alimentos são considerados assim como as condições dessa alimentação.
Cada fator deve ser analisado: a escassez ou excesso, os diversos tipos de dietas,o número de refeições e seus horários,a procedência e a composição dos alimentos (inclusive a presença de conservantes, hormônio ou manipulação genética),o estado emocional em que a refeição é feita...a lista é infindável.Podemos dizer que somos  o que comemos, o que deixamos de comer e  como comemos.
Um dos primeiros passos para ser saudável é mudar a forma de relação com o alimento, conhecendo sua origem, como foi produzido,reconhecendo nossas reais necessidades para deixar de consumi-lo de maneira mecanizada e inconsciente. Pequenas dicas e orientações podem auxiliar nesse processo como acontece,por exemplo, na acupuntura, na classificação dos Biotipos Constitucionais (TAI YANG ou AR, SHAO YANG ou FOGO, TAI YIN ou TERRA e SHAO YIN ou ÁGUA).
Cada um possui particularidades peculiares no seu perfil psicológico, na sua constituição física, predisposição a desequilíbrios energéticos assim como na compatibilidade alimentar. Ou seja,uma vez classificado o biótipo da pessoa ,é possível ter acesso a uma valiosa gama de dados que direcionam não só a terapêutica mais adequada como também nos ensina sobre comportamento e as escolhas mais benéficas de alimentos.
O auto-conhecimento e as informações que obtemos são ferramentas preciosas para a consciência alimentar e ajudam a realizar as mudanças necessárias e realmente empregá-las no cotidiano da melhor forma possível.
3-VIVER EM EQUILÍBRIO E HARMONIA
Os antigos permaneciam saudáveis pois seguiam o princípio do YIN e YANG e assim viviam em harmonia com a natureza.Moderavam-se no beber e no comer,suas atividades eram regulares,não cometiam excessos ,gozavam de saúde física e mental e viviam até idade avançada.Nos dias atuais, porém,as pessoas não se comportam mais assim...Com os avanços tecnológicos e científicos houve uma enorme melhoria nas condições de vida,é inegável.Por outro lado,mudamos nossos hábitos,atitudes,horários,a forma de pensar e de agir.Na maior parte do tempo,negligenciamos a manutenção da saúde por não entender as verdadeiras necessidades ou, por causa das imposições da vida, fazer o que não queremos e deixar de fazer o que gostaríamos.
Segundo a filosofia oriental,o primeiro passo para viver em harmonia e equilíbrio com o mundo é encontrar o próprio equilíbrio e harmonia.Direcionando nosso olhar para a sabedoria dos antigos, reaprendendo a respirar e a comer, a “ouvir” nossa intuição,reconhecendo os erros e aceitando que existe o momento de empreender mas há o momento de ser paciente e esperar.
Tendo coragem de mudar e perseverança para manter essa mudança, é possível que reconheçam e adotem pouco a pouco o exemplo de fazer a diferença na busca do equilíbrio e harmonia.
4-FAZER EXERCÌCIOS FÌSICOS E ALONGAMENTOSNA MEDIDA CERTA
O HUANG DI NEI JING,conhecido como o Clássico de Medicina do Imperador Amarelo (importante compilação e mais antigo livro de medicina que se tem notícia) ,já registrava que no passado as pessoas praticavam o Tão(“O Caminho da Vida”) , combinando alongamentos ,massagem e respiração para promover o fluxo de energia e viviam 100 anos...
Vida saudável tem a ver com moderação.Pela MTC,não é indicado passar dias, meses e até anos sem fazer o mínimo esforço em se  mexer .Muito menos deve-se castigar o corpo com rotinas rigorosas de exercícios e levantamentos de pesos.Recomenda-se práticas suaves e regulares.
Na china ,o dia-a-dia de muitos começa com atividades matinais como por exemplo o Tai-chi-chuan (misto de dança e alongamento) que conserva o corpo e a mente em forma.Muitas artes marciais orientais baseiam-se no Qi Gong ( ou Ti Kung ) que ensina maneiras de se movimentar e respirar para ajudar a energia vital.
Para adotar uma atividade física é preciso experimentar e se identificar com aquela que traga conforto e bem-estar.Talvez seja preciso modificar horários ,ter bastante força de vontade ou “vencer” a preguiça nos dias chuvosos.Mas vai valer a pena pelo menos tentar fazer da prática física uma parte do seu dia para revigorar sua energia até torná-la um item indispensável em sua vida
5-DORMIR BEM
O dia corresponde ao YANG,ao movimento.A noite relaciona-se ao YIN,ao repouso.Durante o dia trabalhamos,estudamos realizamos nossas atividades,estamos ativos.
Quando chega a noite descansamos e dormimos.Pelo menos é o que deveríamos fazer.No entanto cada vez mais as pessoas (e até crianças) estendem suas atividades por noite a dentro sem horário regular para dormir.No período da noite é que nossa energia vai sendo restaurada e vitalizada para estar em fluxo constante e adequado,proporcionando crescimento,desenvolvimento,purificação e fortalecimento.
O tempo necessário de sono varia para cada pessoa e também com a idade.,mas todos nós precisamos dele.A curto prazo,os efeitos da sua  privação podem ser ignorados.Porém, os sinais de um estilo desrregrado de vida surgirão e o corpo inevitavelmente irá “reclamar”.
Ser saudável envolve um conjunto de atitudes e de hábitos.Não adianta alimentar-se adequadamente e praticar exercícios físicos se depois a pessoa fuma, trabalha demais e está sempre irritada.É preciso ser coerente .Portanto procure adaptar seus horários dando ao corpo e à mente o que eles necessitam e durma bem!
6-TER LAZER
Sem o ar que respiramos não viveríamos. A alimentação é indispensável à vida .E o trabalho dá sentido à existência. Contudo ,o ritmo de vida e as condições sócio-econômicas muitas vezes colocam para o fim da fila algo que todos também precisamos ,o lazer.As merecidas férias após um longo período de trabalho,momentos de prazer com a família ou curtir um hobby sem culpa nem sempre é possível.
Nunca em outra época houve tanto estresse,isolamento social e distúrbios mentais.Na visão da MTC, é normal sentir emoções como tristeza,raiva,preocupação e medo como reação aos acontecimentos assim como sentimos alegria. Entretanto,a partir do momento que tornam-se excessivos passam a ser considerados prejudiciais e causadores de doenças já que deixam de ser uma reação natural ao que acontece e passam a ser sentimentos constantes e desgastantes.
Aprendendo a lidar com as emoções,podemos reagir de forma mais positiva com os acontecimentos(o que não implica em resignar-se).Permita-se momentos de convívio e lazer e amplie sua capacidade de cultivar uma vida melhor.
7-PROTEGER-SE DOS FATORES CLIMÁTICOS
Na visão da MTC ,o clima é a mais importante fonte externa (ambiental) de desequilíbrios energéticos e doenças.Os seis fenômenos climáticos básicos são: vento,frio,calor,umidade,secura e calor de verão.Suas oscilações dentro de limites moderados são consideradas normais e naturais.
De modo geral,se o corpo está saudável e forte, o YIN e o YANG estão equilibrados e a energia é suficiente, o corpo não é afetado pelas variações climáticas,a menos que sejam extremas e prolongadas.Se entretanto,o corpo estiver enfraquecido e sem defesas,os fatores climáticos podem tornar-se lesivos.
Os antigos observavam a natureza,conheciam seus ciclos e alterações.Com a modernização perdeu-se a capacidade de reconhecer esses fenômenos.Muitas vezes ignora-se a importância de se proteger dos fatores climáticos por falta de conhecimento,por desconsiderar conselhos (quase sempre vindo dos mais velhos)ou por força de circunstâncias  como o tipo de trabalho ou local de moradia.
Usamos roupas inadequadas, ficamos expostos muito tempo ao frio,calor ou vento,moramos em locais úmidos... Nem sempre é possível modificar uma condição como o emprego ou residência.Mas se,por exemplo no trabalho exige uma exposição prolongada ao calor e a roupa fica suada e molhada,ter uma muda extra para troca já ajuda.Quase sempre uma adaptação pode ser feita.
Busque informação,procure orientação,tenha bom senso e fortaleça sua força de vontade.Adote gestos simples mas que protegem.
8-DIGA NÃO ÀS DROGAS
Os motivos e os meios pelos quais alguém começa e continua a usar drogas é um capítulo a parte.
Todos sabem, porém,dos efeitos profundos e duradores na mente ,nas emoções e no corpo físico de quem as usa.E não difere muito desse caso também o uso indevido e impróprio de medicamentos  ou ervas medicinais ou até do cigarro.A dependência e os males por eles causados são graves e dificilmente revertidos.Independentemente do tipo, da freqüência e do objetivo do uso,afetam a saúde não somente do usuário como ainda da família e de pessoas próximas.
Deixar que as drogas façam parte da sua vida não condiz com uma conduta saudável.Se for preciso,peça ajuda.Conquiste o poder de dizer não às drogas.
9-GOSTE DO SEU TRABALHO E RESPEITE SEUS LIMITES
Durante o período da pré-história o homem habitava onde houvesse alimentos, água e onde as condições climáticas fossem favoráveis à sua sobrevivência.Ele seguia seus instintos e suas atividades estavam diretamente relacionadas à obtenção de alimentos seja como caçador,coletor ou, mais tarde, criador e agricultor. Pode-se dizer que até os dias de hoje, com uma parcela mínima de exceção, continuamos a exercer o trabalho para sobreviver.
Mesmo sabendo que todas as atividades possuem sua parcela de contribuição para o funcionamento da sociedade e evolução da humanidade, é preciso reconhecer que poucos conseguem obter satisfação em todos os aspectos (pessoal, profissional e financeiro) ou até mesmo em um deles.
Muitos são a única fonte de renda da família ou complementam essa renda, alguns por escolha errada de profissão ou falta de capacidade para outra colocação... Outros ainda encaram o trabalho como verdadeira maratona e trabalham durante muitas horas chegando a “levar” o trabalho para casa. Sobrecarga física e mental, insatisfação e sensação de impotência surgem e podem acumular-se e tornar-se um estado permanente e fazer adoecer. Se puder mudar de emprego ou profissão, mude. Se não puder,tente adotar uma atitude mais positiva.Se trabalha demais,reconheça a hora de parar.Não é fácil,mas pelo menos tente.
Quando prestamos atenção aos sinais vindos do corpo (mesmo que sutis) e às suas necessidades, reconhecemos nossos limites e limitações e aprendemos a respeitar nossa própria natureza. E isso, sim, traz felicidade e bem-estar.
10-CONECTAR-SE COM O UNIVERSO
Nossas crenças, condutas e costumes muitas vezes nos tornam incapazes de usufruir plenamente as nossas próprias vidas. Ficamos perdidos entre o passado e o futuro. Presos ao comportamento que,um dia,nos ensinaram e ao que os outros irão pensar de nós.Há momentos em que parece estarmos num ritmo tão frenético que duvidamos suportar.
No entanto, a vida pode ser muito melhor do que imaginamos.
Deixar velhos hábitos, fazer escolhas sábias e estar aberto a fazer pequenas mudanças são os passos de um caminho mais simples, natural e saudável de viver.
O Homem é o elo entre o Céu e a Terra. É a conexão com o fluxo constante e infinito de energia que é o Universo. E a vida saudável do Universo depende em primeiro lugar da vida saudável de cada um de nós.

"Você já viu uma criança correndo no mar? Tão estimulada! Em tamanha euforia! Colecionando conchas e pedras coloridas. Você já viu uma criança correndo num jardim para apanhar uma borboleta? Você nunca correrá daquele modo mesmo se a existência estiver lá; você não correrá daquela maneira. Você não estará tão enlevado mesmo se Deus estiver lá. Você se moverá como um cavalheiro. Você não se apressará, você não será louco. Você sempre manterá suas maneiras; você sempre mostrará que é maduro, que você não é uma criança.

E Jesus disse: ‘Somente aqueles que são como crianças, estarão prontos para entrar no meu Reino de Deus’ – somente aqueles que são como crianças, somente aqueles que ainda são capazes de maravilhar-se. Maravilhar-se é o grande tesouro da vida. Uma vez que você perca a capacidade de maravilhar-se, você terá perdido sua vida – então você se arrasta, mas não terá uma vida longa. E conhecimento mata o maravilhar-se.

Este é um dos mais difíceis problemas que a mente moderna está enfrentando, porque o conhecimento tem se acumulado mais e mais a cada dia... Portanto a religião tem desaparecido – porque religião pode existir somente com o maravilhar-se, com olhos repletos de maravilha; olhos que não conhecem, mas estão prontos para correr em alguma direção para ver o que há lá; olhos inocentes, corações virgens. Então se lembre de permanecer capaz de maravilhar-se como uma criança.

A ciência se desenvolve a partir da dúvida. A religião cresce a partir do mistério. Entre as duas está a filosofia. Ela ainda não se decidiu – segue suspensa entre a dúvida e o mistério. Algumas vezes o filósofo duvida e outras vezes ele se extasia. Ele está justamente no meio. Se ele duvidar demais, aos poucos ele se torna um cientista. Se extasiar-se demais, aos poucos se torna religioso.
Por esta razão é que a filosofia está desaparecendo do mundo – porque noventa e nove por cento dos filósofos se tornam cientistas. E... grandes mentes, grandes intelectos penetradores, têm se tornado religiosos.A Filosofia está quase perdendo sua base...

Se você se torna cético demais, você se torna cientista. Se você se torna excessivamente como uma criança, você se torna religioso. A ciência existe com a dúvida. Religião existe com o mistério. Se você quer ser religioso então crie mais mistérios, descubra mais mistérios. Permita que seus olhos sejam mais preenchidos por maravilhas do que por qualquer outra coisa. Seja surpreendido por tudo que está acontecendo.

...Apenas ser é tão miraculoso, apenas respirar é tão miraculoso. Apenas respirar e apenas ser – nada mais é necessário para uma pessoa religiosa. Estar preenchido pelo mistério. E quando alguém está preenchido pelo mistério, o louvor desperta, e o louvor é uma prece. Quando você vê esta maravilhosa existência, você começa a louvá-la. No seu louvor, a prece surge. Você diz: ‘Sagrado, sagrado, sagrado’. É sagrado. É tão belo e tão sagrado."

(OSHO - A Sudden Clash of Thunder.)
 As essências florais tem sido utilizadas como auxiliares nos processos de tratamento de obesidade bem como nos distúrbios alimentares. Basicamente a principal função dos florais é equilibrar as emoções que não estejam em harmonia, pois freqüentemente emoções ou sentimentos desequilibrados estão presentes em pessoas acima do peso.

Emagrecer não é algo fácil. Uma pessoa que não esteja conseguindo manter-se dentro de seu programa de emagrecimento não pode ser taxada de “preguiçosa”, “incapaz” ou de “não possuir “força de vontade” - vários mecanismos bioquímicos, físicos, emocionais, psíquicos, etc, estão envolvidos.

Por que perder peso é tão difícil?

A perda de peso com saúde depende de um conjunto sincronizado de fatores: nutricionais, físicos, emocionais, mentais e até espirituais. O primeiro passo é o desejo, a vontade real de emagrecer. Vontade de mudar. E, para implementar essa mudança, o indivíduo deve reconhecer que precisa de ajuda - muita ajuda: dos profissionais, da família, do companheiro, dos amigos.

Há muitos fatores que podem atrapalhar o emagrecimento e o mais freqüente é a compulsão. Esse transtorno alimentar caracterizado pela ingestão exagerada de alimentos e a alternância entre esse excesso e privação, e pode causar oscilações freqüentes de peso independente da pessoa ser magra ou gorda. O indivíduo não é “responsável”, “culpado” pelo distúrbio.

E é aí que os Florais de Bach atuam. O tratamento é feito no indivíduo e não da doença, harmonizando sua condição emocional, para que, através da transformação das atitudes em estados mais positivos, possa ser estimulado seu potencial de auto-cura.

Como os florais atuam

Não há uma “fórmula mágica floral para emagrecer”. Os Florais de Bach ajudam a tratar a ansiedade, estresse, tristeza, compulsão, etc, da personalidade em processo de emagrecimento. As essências atuam como colaboradoras do tratamento de reestrutura alimentar, exercícios físicos e possíveis medicamentos receitados pelo médico endocrinologista.
Trata-se também os problemas de baixa auto-estima, a carência afetiva, a raiva, o sentimento de culpa, entre outros.
Para cada uma dessas emoções é ministrado um floral específico e cada caso deve ser estudado separadamente.

A essência floral AGRIMONY por exemplo, é utilizada para diminuir o grau de ansiedade. Ela é indicada para as pessoas ansiosas, que tem dificuldade em pegar no sono a noite, ou então, para as pessoas que no primeiro sinal de angústia, fumam, bebem, comem e tomam tranqüilizantes, apenas para não pensar nos problemas.

Pessoas com esse perfil, sentem dificuldade em olhar de frente para suas angustias mais intimas. Muitas vezes parecem estar de bem com a vida, dizem que estão bem, brincam e riem, isto tudo para ocultar o que realmente lhe incomodam. Esse floral ajuda a baixar a ansiedade e faz com que as pessoas tenham coragem de olhar de frente para os seus problemas sem evitá-los.

É importante lembrar que as essências florais devem ser tomadas com o acompanhamento de um profissional especializado. O uso de Agrimony por exemplo, em pessoas muito sensíveis, pode provocar o aparecimento de depressão, pois através do floral elas irão tomar consciência da origem de suas dificuldades e da sua impotência frente aos problemas que não conseguem resolver sozinhas. Para esse caso, será necessário o uso em conjunto de outros florais para equilibrar a fórmula. Para a garantia de obter os resultados esperados esse procedimento deve ser feito por um terapeuta floral.

O que não te deixa dormir?

O que não te deixa dormir? Estima-se que um terço da população geral sofra de dificuldades em dormir. Dormir mal ou em quantid...